Principal > Turismo > Notícias
Português العربية
    quarta-feira, 29 de março de 2017
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Visitas ao Burj Khalifa (Dubai) geram receita de USD 7.5 mi por mês

 Imprimir Arabesq | 18/01/2010 A | A
Publicidade
Consciência Jeans

O arranha-céu mais alto do mundo atrai milhares de visitantes todos os dias desde que abriu as portas ao público em 5 de janeiro, gerando expectativas por milhões de dólares caso a procura continue nessa dimensão.

Burj Khalifa, mais conhecido pelo apelido de Burj Dubai, da Emaar Properties, leva seus visitantes até o 124º andar, a aproximadamente 828m de altura em Dubai, a um custo que varia entre 30 e 110 dólares para quem quer visitar a torre. Dessa altura é possível ver a 85km de distancia a olho nu, e os detalhes podem ser apreciados usando um dos 12 telescópios instalados no local.

Burj Dubai (Khalifa)

Emaar não anunciou quaisquer dados sobre o número de visitantes e a receita acumulada dez dias após a abertura. Mas indicou que "a torre tem atraído milhares de visitantes desde que foi aberta ao público em 5 de janeiro."

burj-khalifa-dubaiA companhia informou que a alta procura levou a administradora da torre a iniciar um processo de reservas para as visitas. E criou bilhetes limitados para visitas emergenciais a um custo de 110 dólares.

Algumas fontes afirmam que 650 pessoas sobem o prédio mais alto do mundo a cada hora, e o movimento tem sido intenso desde o início das atividades às 10 da manha até a meia noite. A lista de espera para conseguir uma entrada passa de quatro dias.

Fazendo as contas e considerando que todos os visitantes pagassem o valor mais baixo, podemos estimar a receita mensal gerada pelas visitas em, aproximadamente, 7,5 milhões de dólares (13,5 milhões de reais).

Segundo Emaar, cinqüenta funcionários administram o passeio que dura meia hora.

Burj Al Khalifa (Burj Dubai) tem 160 andares, e comporta até 100 mil pessoas em apartamentos residenciais, escritórios e hóspedes do Hotel Armani.

O edifício, que custou mais de 1,5 bilhão de dólares, faz parte de um projeto de empreendimentos de 20 bilhões de dólares.

 Imprimir
COMENTÁRIOS
 
ana 18/01/2010 22:10:55
em busca de Deus.

Silvano 09/09/2010 20:20:40
O céu é o limite para esses árabes. Daqui a pouco vão construir um arranha céu de mil metros de altura. Quanto mais alto o prédio, maior será a procura por parte dos visitantes. Talvez se sintam mais perto de alá.

rozani f morais 13/03/2011 15:46:05
esta obra e faraonica gostaria de conhecer.

ALEX BONIFACIO 10/07/2011 00:01:05
Estudei a língua árabe por aproximadamente cinco anos na Faculdade de Letras da UFRJ e tenho um fortíssimo apreço por este magnifíco povo, primeiro pela religiosidade e posteriormente pela sabedoria que lhe fora dado.Na História muitos inventos têm interrogativas e seus inventores não são tão confiáveis, por exemplo, a questão da invenção do avião que foi dada a honra a Santos Dumont e eu infelizmente tenho dúvidas do fato porque um homem chamado Ibn Firnas muito tempo antes a Dumont havia feito um protótipo no qual ele próprio navegou.Sou brasileiro de nacionalidade, mas árabe por convicção e fico cada dia da minha vida boquiaberto com as invenções que tiveram eles contribuições na História.Aqueles que ainda duvidam deste poder, esperem pela Copa de 2022 no Qatar.Xúkran ya habib! Allahu Akbar!

Gelda 17/11/2011 19:25:58
I think it's great!!! I admire all arabic people and their culture. Also their efforts to show to the world their skill about Big buildings. Congratulations for all you! Greetings from Brazil with all respect!!!

E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Burj Khalifa (Dubai) Burj Khalifa (Dubai)
Rádio Arabesq
Veja também
+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.