Jamil Murad manifesta apoio aos palestinos durante posse do Kassab

Receita de Jamil Murad manifesta apoio aos palestinos durante posse do Kassab

A | A
O vereador Jamil Murad (PCdoB) aproveitou a sessão solene da Câmara de Vereadores de São Paulo para pedir o fim dos ataques de Israel contra a Faixa de Gaza.

O prefeito eleito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), tomou posse na tarde nesta quinta-feira em cerimônia na Câmara Municipal. Em um rápido discurso, Kassab fez um balanço dos programas de sua última administração e pediu apoio dos vereadores para aprovação de projetos de seu novo governo.

Durante a cerimônia, o vereador eleito Jamil Murad (PC do B) quebrou o protocolo, exibindo uma faixa com os dizeres Israel pare o massacre contra o povo palestino. Depois, foi ao microfone e conclamou os colegas a apoiarem as ações em favor da paz na Faixa de Gaza.

Ele veio à cerimônia de posse usando na cabeça o lenço tradicional palestino que ficou conhecido por ser usado pela resistência palestina contra a ocupação israelense e pelo falecido líder da Organização pela Libertação da Palestina (OLP), Iasser Arafat, tornando-se um símbolo da resistência árabe.

Murad, descendente de Sírios, abriu um cartaz, durante a posse, com os dizeres "Israel: pare o massacre contra os palestinos".

Ele pediu o apoio do prefeito, de sua vice e do arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Scherer, para que apóiem o movimento que pede paz no Oriente Médio.

"Não podemos apostar na guerra para resolver os conflitos. A situação na região é crítica e acompanhamos com muita preocupação o que acontece por lá", disse em entrevista antes de ser diplomado.

Jamil comprou o lenço após um encontro que teve com Arafat na Palestina em 2004.

Com Vermelho e agências