Principal > Política > Notícias
Português العربية
    Monday, January 20, 2020
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Anistia Internacional considera ataques israelenses a Gaza "ilegais"

 Imprimir EFE | 28/12/2008 A | A
Publicidade
Consciência Jeans

A Anistia Internacional (AI) pediu hoje às forças israelenses e aos grupos armados palestinos "o fim imediato dos ataques ilegais" em uma escalada da violência que, neste fim de semana, deixou quase 300 mortos e mais de 900 feridos.

Em comunicado emitido em sua sede em Londres, a organização de defesa dos direitos humanos condenou o "uso desproporcional da força por parte de Israel" na Faixa de Gaza, controlada pelo movimento islâmico palestino Hamas.

Os bombardeios israelenses em Gaza, em resposta a ataques contra cidades israelenses cometidos nos últimos dias pelo Hamas, é "ilegal" e poderia "exacerbar ainda mais a violência na região", segundo a Anistia.

"A escalada da violência ocorre em um momento em que a população civil enfrenta uma luta diária pela sobrevivência devido ao bloqueio israelense, que impediu inclusive a entrada de comida e remédios em Gaza", afirmou a organização.

Além disso, a AI ressalta que o "Hamas e outros grupos palestinos armados têm responsabilidade na escalada" do conflito, já que seus "contínuos ataques com foguetes contra cidades e povoados no sul de Israel são ilegais e nunca justificados".

A organização faz também um apelo à comunidade internacional para que "intervenha e garanta a proteção dos civis presos no conflito e que se levante o embargo a Gaza".

 Imprimir
No momento não temos comentário, entre com o primeiro comentário aqui...
E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.