Nasrallah pede que milhões de manifestantes tomem as ruas no Egito

Receita de Nasrallah pede que milhões de manifestantes tomem as ruas no Egito

A | A
O secretário-geral do partido libanês Hezbollah pediu dos egípcios, no domingo, que se manifestem para pressionar o seu governo a abrir o cruzamento de Rafa.

O secretário-geral do partido libanês Hezbollah pediu dos egípcios, no domingo, que se manifestem em milhões para pressionar o seu governo a abrir o cruzamento Rafa, e criticou fortemente a posição do Egito da agressão israelense em Gaza, e acusou alguns governos árabes de serem parceiros no projeto americano-israelense de impor uma solução humilhante para os árabes.

O Xeique Hassan Nasrallah, disse, em um discurso através de circuito fechado de televisão, que os povos árabes e islâmicos devem sair e se manifestar em grandes números para obrigar seus governos a assumirem suas responsabilidades.

Nasrallah reforçou o pedido para o povo egípcio, em particular, convidando-o a tomar as ruas em milhões para pressionar a liderança egípcia para abrir a passagem da fronteira de Rafah, permitindo a passagem de suprimentos médicos e alimentares para Gaza e acolhendo os refugiados palestinos que fogem do massacre israelense.

Nasrallah discursou para uma multidão de libaneses na região sul de Beirute, e esclareceu que não pede do Egito alem da abertura permanente das passagens fronteiriças com a Faixa de Gaza.

Ele pediu para os militares egípcios que pressionem as lideranças políticas a tomarem medidas decisivas que coloquem fim ao sofrimento dos palestinos em Gaza, mas isso não significaria incentivo para um golpe militar. Mas disse para a liderança egípcia “se não abrirem a passagem de Rafa, vocês serão cúmplices do massacre, do bloqueio e da tragédia palestina”.

Nasrallah ressaltou que o que está acontecendo na Faixa de Gaza, é uma réplica do que aconteceu na guerra israelense no Líbano, em Julho de 2006.

tradução: Portal Arabesq