Principal > Política > Notícias
Português العربية
    Thursday, April 22, 2021
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Árabes e Alemães protestam em Berlin solidários à Gaza

 Imprimir Al-Jazeera | 30/11/2008 A | A
Publicidade
Consciência Jeans

O frio não impediu centenas de cidadãos Árabes e Alemães de protestar, no sábado (29), diante do histórico Portão de Brandemburgo, no coração da capital alemã, para expressar solidariedade para com a Faixa de Gaza e pedir o fim do bloqueio israelense imposto sobre ela há mais de dois anos.

Participaram na manifestação, representantes de associações palestinas e árabes em Berlim e membros de partidos oposicionistas de esquerda na Alemanha.

Os manifestantes levantaram bandeiras palestinas e iraquianas e faixas denunciando Israel por cortar os alimentos e suprimentos médicos para palestinos sitiados na Faixa de Gaza; e convidaram o Movimento de Resistência Islâmica (Hamas) e o Movimento de Libertação Nacional da Palestina (Fatah) para o diálogo e a união.

Sofrimento palestino

Na demonstração, o Ex-Ministro da informação palestino, Dr. Mustafa Barghouthi, elogiou os alemães e os estrangeiros participantes na manifestação, e incentivou-os a apoiar a luta do povo palestino contra a ocupação israelense e o racismo.
 
Barghouti, discursou sobre os aspectos do sofrimento dos palestinos na Cisjordânia e na Faixa de Gaza e sobre o papel de Israel na destruição da economia palestina e sua contribuição para agravar o sofrimento do povo palestino; frisando a importância da solidariedade dos palestinos na diáspora com seus irmãos na Cisjordânia ocupada e na Gaza cercada.

Ele lembrou que o histórico Portão de Brandemburgo foi vizinho, no passado recente, do Muro de Berlim que dividiu a capital alemã em dois, e informou que o muro de separação construído por Israel nos territórios ocupados palestinos é três vezes mais longo e duas vezes mais alto, mas acredita que o seu destino será o de cair da mesma forma do muro de Berlin. 

Já o chefe da União Árabe na Alemanha, Nabil Rashid, falou sobre as práticas racistas de Israel contra os palestinos, e disse que Israel é o filho mimado da Europa, um problema criado pela Europa no coração do Oriente Médio.

Rashid apelou aos cidadãos alemães a se manifestarem não só contra o anti-semitismo na Europa, mas que levantem suas vozes também contra a hostilidade de Israel e o racismo que pratica contra o povo palestino.  Pois a liberdade do ser humano é indivisível e a justiça não é exclusiva para pessoas de uma determinada origem. Estes são valores humanos que incluem todos os povos e nações, acrescentou.

O Presidente da Comunidade Palestina em Berlim, Ahmed Mhesen, disse que a repercussão da guerra de inanição, de apagões e de bloqueio contra a Faixa de Gaza, confirma que os capítulos da Nakba palestina continuam.

Ahmed expressou sua surpresa pelo silencio e cumplicidade internacional diante da guerra de assassinato e fome praticada por Israel contra Gaza, que pretende liquidar o remanescente da causa palestina.

www.aljazeera.net

Tradução: Portal Arabesq

 Imprimir
No momento não temos comentário, entre com o primeiro comentário aqui...
E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Diante do Portão de Brandemburgo, alemães e árabes protestaram contra as agressões israelenses ao povo palestino Diante do Portão de Brandemburgo, alemães e árabes protestaram contra as agressões israelenses ao povo palestino
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.