Principal > Política > Notícias
Português العربية
    Wednesday, October 28, 2020
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Israel aumenta bloqueio à Gaza com alertas de desastre humanitário próximo

 Imprimir Al-Jazeera | 16/11/2008 A | A
Publicidade
Consciência Jeans

Exacerbou o sofrimento dos palestinos na Faixa de Gaza com o rígido e contínuo cerco de Israel, apesar dos repetidos alertas de um desastre humanitário devido o fechamento das passagens de tráfego de mercadorias e combustível.

As crianças de Gaza convidaram o Secretário Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, para visitar Gaza e ver a trágica realidade em que vivem pelo crescente impacto do bloqueio em suas vidas.

O convite aconteceu durante uma passeata ,sábado (16), organizada pelo Comitê Popular Contra o Bloqueio, que protesta o contínuo fechamento israelense às passagens comerciais para a Faixa de Gaza.

Autoridades palestinas alertaram sobre a deterioração da crise humanitária na Faixa de Gaza. O Parlamentar Jamal al-Kudary, presidente do comitê, disse à rádio local "Voz de Jerusalém" que os armazéns de mantimentos e assistências da “UNRWA” (Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina) estão vazios, resultado da recusa da ocupação israelense de permitir a passagem dos mantimentos, apesar das advertências contínuas da "UNRWA".

Al-Kudary citou que cerca de 80% da população palestina da Faixa de Gaza vive abaixo da linha da pobreza, com taxa de desemprego que ultrapassa os 65%, ou 140 mil trabalhadores. Isso, para AL-Kudary, “já ultrapassa a questão da punição coletiva, sendo um genocídio coletivo, com a escalada da rigidez e da tortura israelense à população Palestina”.

Conforme o presidente do Comitê Contra o Bloqueio, os efeitos da crise recente criada por Israel começou a surgir com a paralisação do funcionamento das padarias, a desativação de serviços essenciais e o corte do fornecimento de eletricidade para a maior parte de Gaza.

Carta de Abbas

Em uma carta ao povo palestino que marca o vigésimo aniversário da Declaração de Independência, o Presidente palestiniano Mahmoud Abbas apelou à comunidade internacional e aos países árabes para intervirem pelo fim do bloqueio que, segundo ele, "constitui um crime de guerra”.

Abbas também afirmou que a paz não pode ser alcançada através da guerra brutal da ocupação, "uma política que impõe a realidade dos assentamentos com a força das armas não funcionará com o povo palestino que não vai desistir de nenhum centímetro da sua terra e da santa Jerusalém", acrescentou.

www.aljazeera.net

 Imprimir
No momento não temos comentário, entre com o primeiro comentário aqui...
E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.