Principal > Política > Notícias
Português العربية
    Tuesday, July 14, 2020
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Novo ataque no Líbano e dúvidas sobre os autores

 Imprimir Arabesq+Agências | 29/09/2008 A | A
Publicidade
Consciencia Jeans

Explosão de um carro bomba detonado a distancia, objetivou um ônibus do exercito na entrada da cidade de Trípoli no norte do Líbano, deixando ao menos cinco mortos, entre eles três soldados, e 28 feridos. Este é o segundo ataque do gênero em dois meses.

O ataque ocorreu no início da manhã desta segunda-feira, alguns civis abandonaram a cidade temendo uma evolução dos acontecimentos.

Trípoli tem presenciado confrontos entre grupos étnicos e ataques semelhantes neste ano, o último, em 13 de agosto, pôs fim à vida de 14 pessoas, delas nove militares.

Em 27 de setembro, um bairro residencial em Damasco, sofreu um ataque suicida com aproximadamente 200kg de explosivos. Investigações preliminares, divulgadas pela Agência Síria de Notícias (SANA), indicam que o carro entrou nos territórios sírios através de um país vizinho, sem informar o nome.

O Presidente Sírio Bashar AL-Assad, havia alertado o Presidente do Líbano, Michel Suleiman, há dois meses sobre a presença de organizações terroristas no norte do Líbano, solicitando maiores reforços de segurança na região.

A Síria enviou, recentemente, um contingente para seu lado da fronteira com o norte do Líbano, para fiscalizar contrabando de mercadorias e armas.

Te o momento nenhum grupo assumiu o ataque no Líbano ou na síria.

A persistência dos ataques no Líbano, apesar da reconciliação entre os grupos políticos rivais, e a proliferação para outros países visinhos, como a síria, indicam possível expansão de atividade terrorista nos países da região e estimulam incertezas sobre os autores necessariamente pertencerem ao mesmo grupo. No Líbano os ataques têm utilizado, em sua maioria, de dispositivos comandados a distancia, o que indica possível atividade de grupos políticos ou étnicos, não necessariamente por motivação sectária; Na Síria alguns ataques recentes foram de pouca dimensão explosiva, assassinando com precisão autoridades de segurança ou comandantes da resistência, uma marca da estratégia israelense de assassinatos seletivos; Outros ataques realizados por suicidas, em diversos países do Oriente Médio, indicam atividade de grupos extremistas “islâmicos” possivelmente em coordenação com a Al-Qaeda.

A única certeza no momento, é a do fracasso gritante da política americana no combate ao “terrorismo” e o caos hoje vivido em países que gozavam de estabilidade e segurança antes das intervenções desastrosas norte-americanas que colocaram o mundo em risco.

 Imprimir
COMENTÁRIOS
 
Geraldo José Bohessef 12/29/2008 3:20:57 AM
Esses países agora sofrem as consequencias de terem tolerado e admitido grupos terroristas em seus territórios na crença de que eles iriam lutar só contra Israel.è a criatura voltando contra seu criador.Terrorismo é uma praga que se alastra com a velocidade do vento e se espalha como uma tempestade de areia.Tem que ser combatido e eliminado no nascedouro.

E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Soldados de segurança do líbano cercando o local da explosão Soldados de segurança do líbano cercando o local da explosão
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.