Principal > Política > Notícias
Português العربية
    Thursday, September 24, 2020
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Olmert: Acabou o sonho do Grande Israel

 Imprimir Arabesq | 15/09/2008 A | A
Publicidade
Consciência Jeans

A rede de comunicação “Al-Moheet” transmitiu do Primeiro-Ministro israelense, Ehud Olmert, domingo, que o sonho do Grande Israel terminou, e cabe agora partilhar a terra com os palestinos, para evitar a solução de uma nação para os dois povos.
 
A declaração de Olmert aconteceu durante reunião do governo de Israel que debate um projeto de lei destinado a compensar colonos judeus pelo despejo, "quem falar hoje sobre a grande Israel, está se enganando", lamentou Olmert.

"Nunca pensei desta forma, durante as negociações de Camp David, eu disse que as concessões de Barak foram exageradas, e eu disse a ele que eu pensava que tudo entre o rio e o mar é nosso, mas no final, depois de um longo, penoso e doloroso dilema, chegamos à conclusão de que temos de partilhar e viver com eles (palestinos), se não desejarmos ser um estado de duas nacionalidades".

O Grande Israel, um sonho cobiçado por muito Judeus e Israelenses, é a terra que ocupa desde o Rio Nilo no Egisto até o rio Eufrates no Iraque. Apesar de negada pelos comandantes israelenses, os países árabes sempre deram pouca credibilidade às tentativas israelenses de paz pois conheciam as ambições por esta terra, que incluiria a Israel o comando dos territórios da Síria, Líbano, palestina, e parcialmente o Iraque.

 Imprimir
COMENTÁRIOS
 
Arnaldo Carrilho 9/15/2008 8:23:54 AM
A declaração de Olmert apenas reitera o lado arsante-fascinoroso da ocupação da Palestina. Para os ocupantes, o filé é a Cisjordânia, já incorporada aos domínios israelenses, com a conivência do Ocidente. Com efeito, Jerusalém Leste foi anexada por lei da Knesset, enquanto o Vale do Jordão o foi "no peito", militarmente. Essa história do Sinai ao Eufrates é conversa para boi dormir: o que os europeus imigrados na ex-Palestina e na projetada "Palestina" querem é a Cisjordânia mesma! Tal como a Tzipi Livni, como ex-Ministra da Justiça de Ariel Sharon declarava: "Ïsrael vai do Mediterrâneo ao Jordão"...

Odessio D. Reis 9/16/2008 8:55:07 AM
Obrigado por corrigir o posicionamento da janela de comentários,agora está correta. CONCORDO plenamente com os comentários de arnaldo carrilho referente ao assunto, alias , já havia feito um comentário nesse sentido dizendo que mais uma vez estão enfiando uma mentira goela abaixo do povo palestino e do povo árabe.As opiniões ou afirmações de Israel não tem credibilidade e somente serão realmente consiliadoras quando confirmarem a real UNIÃO DAS FORÇAS DE RESISTÊNCIA ÁRABE numA REAL FRENTE ÚNICA CONTRA ISRAEL (hammas ,Hisbolah, Fatah,FLP etc...) sòmente assim passarão a realmente querer a paz,por motivos óbvios. SEM UNIÃO NÃO HA SOLUÇÃO!

E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
"depois de um longo, penoso e doloroso dilema, chegamos à conclusão de que temos de partilhar e viver com os palestinos" "depois de um longo, penoso e doloroso dilema, chegamos à conclusão de que temos de partilhar e viver com os palestinos"
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.