Principal > Política > Notícias
Português العربية
    Sunday, September 27, 2020
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Fim do seqüestro do avião sudanês com a rendição dos sequestradores

 Imprimir Agências | 27/08/2008 A | A
Publicidade
Consciência Jeans

Os dois seqüestradores do Boeing 737 da companhia sudanesa Sun Air desviado para o aeroporto líbio de Kufra, e que ainda tinham em seu poder seis membros da tripulação se entregaram às autoridades líbias, informou nesta quarta-feira a televisão estatal do país norte-africano.

A fonte não deu mais detalhes sobre as condições da rendição dos seqüestradores, mas a agência “associated press” informou que os seqüestradores solicitaram asilo político para os negociadores líbios, sem haver informações sobre a concessão do mesmo.

Os seqüestradores tinham exigido voar a Paris após libertar esta manhã os passageiros, retidos por aproximadamente 24 horas desde o inicio do seqüestro do avião, na terça-feira, após decolar da localidade sudanesa de Nyala, na região de Darfur, às 16h40 (10h40 em Brasília).

Na aeronave, permaneciam ainda seis tripulantes, após os seqüestradores terem aceitado libertar as duas mulheres entre os oito integrantes da tripulação.

Segundo a agência oficial líbia, Jana, entre os passageiros do avião estavam vários políticos sudaneses, entre eles altos dirigentes da região de Darfur, assim como dois oficiais da polícia egípcia, dois cidadãos etíopes e um ugandense.

Vários passageiros libertados disseram à televisão líbia no aeroporto de Kufra que os seqüestradores eram dois e estavam armados com pistolas.
 
"Apenas dez minutos depois da decolagem do avião de Nyala em direção a Cartum, dois homens armados com pistolas se levantaram e tomaram o controle do aparelho, ameaçando a tripulação e os passageiros", afirmou um dos reféns libertados.

Uma mulher que viajava no aparelho disse que os seqüestradores os proibiram de se levantar das cadeiras, até para ir ao banheiro.

"Vivemos uma verdadeira noite de terror, estivemos ameaçados com armas de fogo desde o começo do seqüestro", disse outra testemunha, que disse que esta manhã, enquanto os seqüestradores mantinham ainda negociações, todos os passageiros se levantaram e exigiram que fossem libertados.

Os seqüestradores disseram pertencer ao Exército de Libertação do Sudão (ALS) e mostraram sua intenção de levar o avião até a França, segundo os passageiros.
O avião, que fazia a rota entre Nyala e Cartum, foi seqüestrado na tarde da terça-feira e obrigado a aterrissar no aeroporto militar líbio de Kufra, cerca de 1,3 mil km ao sudeste de Trípoli.

O governo do Sudão considerou o seqüestro um ato terrorista.

 Imprimir
No momento não temos comentário, entre com o primeiro comentário aqui...
E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.