Principal > Política > Notícias
Português العربية
    Wednesday, July 08, 2020
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Negociação sem Esperança em Washington

 Imprimir Arabesq | 30/07/2008 A | A
Publicidade
Consciencia Jeans

Nesta terça feira, em Washington, a secretária do estado americano, Condoleezza Rice, conversou com o ministro israelense de Defesa, Ehud Barak sobre o programa nuclear iraniano e as negociações de paz com a palestina.

No mesmo dia, Rice, conversou com o negociador palestino Ahmed Qurei, que se encontra na capital dos EUA para a reunião tripartite com a chanceler de Israel, Tzipi Livni, e a secretaria americana, a ser realizada na tarde desta quarta feira, numa tentativa de se alcançar um acordo de paz antes do final deste ano.

Rice, que considerou um “problema” a expansão dos assentamentos israelenses em territórios palestinos ocupados, declarou em coletiva, que vai se empenhar para que haja um acordo neste ano, mas "ninguém deve subestimar as dificuldades em fazer isso... O Oriente Médio não ficará melhor sem a criação de um Estado palestino que conviva com Israel num clima de paz, segurança e democracia".

Os analistas árabes não crêem que essas conversações trarão algum progresso, pois para eles os Israelenses estão negociando apenas por negociar e não desejam chegar a algum acordo até o final deste ano, já que não será negociada a questão de Jerusalém.

Sobre Jerusalém, uma mensagem indireta do primeiro ministro israelense, Ehud Olmert, quando declarou nesta terça-feira que não acredita em um possível acordo até o final de 2008, e ainda informou que a questão de Jerusalém não será tratada nas negociações de Washington.

Além das dificuldades efetivas relacionadas com a solução de questões controversas como a demarcação das fronteiras, o destino dos refugiados palestinos e a situação de Jerusalém, existem outros obstáculos devido às questões internas de ambos os lados.

Olmert está enfrentando investigações sobre corrupção, enquanto os palestinos estão divididos entre os movimentos de resistência Islâmica (Hamas) e o movimento liderado pelo presidente Mahmoud Abbas (Fatah). Isso deixa os lados, israelense e palestino, fracos internamente o que inviabiliza qualquer acordo assinado.

Por outro lado, começou nesta terça-feira em Istambul, a quarta rodada de negociações indiretas entre a Síria e Israel. O foco das negociações, que se iniciaram no dia 21 de maio deste ano, intermediadas pela Turquia, é o destino das colônias de Golã que foram ocupadas por Israel na guerra de 1967 e que Damasco exige seu retorno completo, enquanto Tel Aviv exige a redução das relações entre a Síria, Irã e os Movimentos de Resistência palestina, Hamas, e libanesa, Hezbollah.

Hoje a quarta rodada foi concluída com o acordo de iniciarem uma quinta rodada de negociações em agosto, mas não há informações de serão negociações diretas ou não.

O Presidente Sírio Bashar Al-Assad, disse em 12 de julho na França, que as negociações diretas com Israel não devem começar durante o atual governo estadunidense.

Síria e Israel estão oficialmente em guerra desde 1948, embora tenham acordado trégua e cessar-fogo.

 Imprimir
No momento não temos comentário, entre com o primeiro comentário aqui...
E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.