Principal > Política > Notícias
Português العربية
    Thursday, April 22, 2021
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Washington opôs o calendário para retirada do Iraque

 Imprimir Agências | 09/07/2008 A | A
Publicidade
Consciencia Jeans

A Casa Branca renovou sua oposição à fixação de uma data "arbitrária" para a retirada das forças americanas do Iraque em resposta à exigência do governo iraquiano a fim de incluir a data na convenção de segurança.

Para Dana Pyrénées, porta voz da casa branca, "sempre nós opusemos e continuaremos a nós opor a uma data arbitrária para a retirada do Iraque", e sublinhou que seu país considera que tal decisão deveria ser "baseada em condições das operações e evolução em terra" e que iraquianos concordam com isso.

As declarações americana são resposta das declarações do conselheiro de segurança nacional iraquiano Muwaffaq Al-Rubaie em que salientou a recusa de seu governo em assinar qualquer acordo com os Estados Unidos, a menos que inclua um calendário para a retirada de suas tropas do Iraque.

Falando na cidade de Najaf após reunião com o xiita Ali al-Sistani, O Al-Rubaie disse: "a posição do Iraque será forte nestas negociações, e não irá aceitar qualquer memorando de entendimento que não inclui as datas específicas para a retirada das tropas estrangeiras.", e lembrou que "O Iraque considera o calendário para a retirada das tropas americanas um pré-requisito para a proteção da segurança do país e dos seus cidadãos", e revelou que as negociações sobre a determinação da data de retirada é extremamente difícil.

Antes das declarações de Al-Rubaie uma declaração sem precedentes do primeiro-ministro iraquiano Nuri al-Maliki, nesta segunda-feira nos Emirados Árabes Unidos, se referiu a um "memorando de entendimento" que prevê "a evacuação das tropas" ou "O calendário de sua retirada." 

Apesar da ênfase iraquiana a administração dos estados unidos disse que ainda espera chegar a um acordo sobre a segurança do Iraque antes do final deste mês.

Para o Porta-voz da Casa Branca, Scott Stanczl, a disputa com o Iraque não é da magnitude em que aparece, e que "os participantes nas negociações do acordo estão de acordo quanto ao desejo de aumentarem a responsabilidade iraquiana na segurança do seu país e ao retorno dos soldados americanos para suas casas.”, e acrescentou que "os negociadores concordam em dizer que as decisões devem ser baseadas nas condições reais de segurança", com isso, é pouco provável que se fale em agendas específicas de retirada. E negou que os dois lados estejam negociando fixar prazo para a retirada das forças americanas.

 

O acordo em questão é o que regulamentaria a presença americana de acordo com a lei iraquiana após o fim da permissão estabelecida pelo conselho das nações unidas que expira sua validade no inicio do ano de 2009.

 Imprimir
No momento não temos comentário, entre com o primeiro comentário aqui...
E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.