Principal > Política > Notícias
Português العربية
    Monday, September 23, 2019
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Morre iraquiana vítima de racismo nos EUA

 Imprimir Arabesq | 26/03/2012 A | A
Publicidade
Consciencia Jeans

Uma mulher iraquiana muçulmana que havia sido brutalmente agredida em sua residência na Califórnia, Estados Unidos, morreu em um hospital local, informou neste domingo a imprensa americana. O ataque teria acontecido por racismo.

"Shaima Alawadi, 32 anos e mãe de cinco filhos, morreu no hospital de El Cajón, em San Diego, depois de ter sido agredida repetidamente na cabeça por criminoso ainda desconhecido. Alawadi estava sobrevivendo com a ajuda de equipamentos desde quarta-feira, quando sua filha adolescente a encontrou inconsciente na sala de sua casa.

"Durante as etapas iniciais desta investigação, um recado ameaçador foi descoberto muito próximo da vítima", disse à emissora CNN o tenente Mark Coit. A filha de Alawadi informou que o bilhete ordenava que a família voltasse ao Iraque e a chamava de "terrorista", disse a CNN. "Este é nosso país, não o de vocês, terroristas", afirmava a mensagem, entregue uma semana antes, afirmou a garota à rede de televisão. Alawadi e sua família chegaram aos Estados Unidos em meados dos anos 1990.

Com AFP

 Imprimir
COMENTÁRIOS
 
Sylvia Maria 3/26/2012 11:29:43 AM
sem comentários... desse jeito o país não para frente nunca. por isso que o Iraque reclama que os pais mais desenvolvidos, são melhores de se viver, porque há humanidade, respeito, não há preconceito

Estevan 3/26/2012 12:12:52 PM
E O IRAQUE É O PAIS DELES, ENTÃO PORQUE OS EUA ESTÃO LÁ, ASSIM COMO NO AFEGANISTÃO? ESSES AMERICANOS SÃO PATÉTICOS E HIPÓCRITAS, QUEREM MANDAR EM TODOS E SE METER EM TUDO QUANTO É ASSUNTO.

Adib mohamad halabi 3/27/2012 12:17:47 PM
Mais uma vitima do imperialismo norte americano ,desta vez dentro do imperio norte americano ,destruiram o Iraque ,roubaram seus riquezas e mataram sua gente ,ainda tem gente que acredita na democracia e na libardade americano ,mais uma vida de uma senhora tirada por uma mâo criminosa ,porque iraquiana ,ou muçulmana ,Nâo importa o que erà ,erá um ser humano e vitima da covardia .

Mari Almeida 3/27/2012 3:22:50 PM
Tenho nojooooo desses norte americanos que se acham os donos do mundo ! Eles podem invadir onde quiserem pra roubar petróleo dos outros mas ninguém pode morar nos EUA. E depois os outros que são terroristas quando tentam se defender ou vingar o que eles fazem !

Rodrigo 4/5/2012 10:06:09 AM
como vimos esses americanos são impocritas e racista não so apenas com negros mas tbm com arabes muçumanos. não so os EUA que são racistas mas tbm os Europeus.sempre com esse pensamento de achar que são superior a outras etnias. nojo que tenho por eles e muito grande

luininha 5/17/2012 8:08:59 PM
aff pq fazer isso para serem mal falados talvez é isso que eles querer eles tem merda na cabeça são um bando de cocôs delicia neh fazer uma mulher sofrer so pra alegria deles

Thiago Guimarães 7/28/2012 10:05:27 PM
Eu odeio Estados Unidos um país que ama a guerra que mata milhares de iraquianos(as) todos os dias Crianças , Jovens e Adultos, e os Americanos não tem Respeito de pessoas de outras nacionalidades . E Ainda por Cima se Acham que são donos do Mundo? Os Estados Unidos Não é um país abençoado . É Um País Diabólico por que a grande maioria são illuminatis eles conseguem manipular a mente das pessoas e eles controlam tudo através das músicas Rap ,Rock HipHop e outras músicas também . e ainda fizeram uma iraquiana inocente sofrer muito por causa desses diabólicos americanos . I Hate United States !!!!!

E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.