Principal > Política > Notícias
Português العربية
    Thursday, April 22, 2021
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Hariri descarta integrar governo de coalizão com Hezbollah

 Imprimir EFE | 24/01/2011 A | A
Publicidade
Consciencia Jeans

O primeiro-ministro em fim de mandato do Líbano, Saad Hariri, afirmou nesta segunda-feira que não participará de um possível Governo formado por uma coalizão da oposição liderada pelo movimento xiita Hezbollah.

Hariri fez o anúncio em comunicado de sua assessoria de imprensa antes de se reunir com o presidente Michel Suleiman, como parte das consultas políticas do chefe de Estado para a formação de um novo gabinete.

Em seu comunicado, Hariri afirmou que sua coalizão, que venceu as eleições parlamentares de 7 de junho de 2009, mantém sua candidatura para permanecer no cargo.

O anúncio do primeiro-ministro em fim de mandato foi divulgado depois que o multimilionário e ex-premiê Najib Mikati se ofereceu para ocupar o posto, uma candidatura que parece contar com o apoio da coalizão liderada pelo Hezbollah.

Hariri, no entanto, negou que exista um "candidato por consenso" e insistiu que nem seu grupo político, nem seus aliados participarão em um governo liderado pelo Hezbollah.

"Qualquer pessoa tem direito a apresentar sua candidatura ao posto de primeiro-ministro em conformidade com a Constituição e o jogo democrático, mas a candidatura de Hariri se mantém", declarou o comunicado.

"Não existe um candidato de consenso, há um, Saad Hariri, e outro apresentado pelas Forças do 8 de Março (grupo político de Mikati). A eleição agora é clara e sem ambiguidade", acrescentou a nota.

Ao apresentar sua candidatura, Mikati, que foi eleito deputado independente nas últimas eleições dentro da lista da coalizão liderada por Hariri, disse que era "moderado, consensual e centrista".

O presidente Michel Suleiman começou nesta segunda-feira suas consultas com os parlamentares para que nomeiem a pessoa que ocupará o cargo de primeiro-ministro.

Por enquanto, já se reuniram com ele o presidente do Parlamento, Nabih Berri, e o primeiro-ministro em fim de mandato.

Berri foi o único que fez breves comentários à imprensa, mas só para dizer que a conversa com Suleiman tinha ocorrido em um "bom ambiente".

Nesta terça-feira, ao final das consultas, será divulgado o nome da pessoa que ocupará o posto e estará encarregada de formar um novo Governo, cujos integrantes devem contar com o respaldo do Parlamento.

 Imprimir
No momento não temos comentário, entre com o primeiro comentário aqui...
E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.