Principal > Política > Notícias
Português العربية
    Thursday, April 22, 2021
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Brasil reconhece Estado Palestino com fronteiras de 1967

 Imprimir BBC | 04/12/2010 A | A
Publicidade
Consciencia Jeans

O Itamaraty divulgou nesta sexta-feira carta em que o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva diz “reconhecer o Estado Palestino nas fronteiras de 1967”, em resposta a pedido do presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas.

Segundo o ministério, Abbas mandou uma carta a Lula em 24 de novembro, solicitando o reconhecimento brasileiro de um Estado que inclua os territórios palestinos ocupados por Israel na Guerra dos Seis Dias (1967).

Os territórios palestinos em questão incluem a Cisjordânia, Jerusalém Oriental e a Faixa de Gaza.

Lula, que em seu mandato fez esforço para envolver-se nas negociações de paz no Oriente Médio, respondeu a Abbas que "o reconhecimento do Estado palestino é parte da convicção brasileira de que um processo negociador que resulte em dois Estados convivendo pacificamente e em segurança é o melhor caminho para a paz no Oriente Médio. (...) O Brasil estará sempre pronto a ajudar no que for necessário".

Sinalização

A assessoria de imprensa do Itamaraty disse que, com a mudança, a representação diplomática brasileira em Ramallah deve passar a ser chamada de embaixada, embora já tenha estatus semelhante desde 1998.

A chancelaria brasileira disse também que a decisão foi "mais uma sinalização política" do que significará mudanças práticas.

Segundo o comunicado do Itamaraty, "a iniciativa é coerente com a disposição histórica do Brasil de contribuir para o processo de paz entre Israel e Palestina" e reitera apoio à solução de dois Estados para dois povos.

Lula escreveu a Abbas que considerava sua solicitação "justa", ressaltando que "o entendimento do governo brasileiro é de que somente o diálogo e a convivência pacífica com os vizinhos farão avançar verdadeiramente a causa palestina".

Segundo o Itamaraty, o anúncio não prejudicará as relações com Israel, "que nunca foram tão robustas".

Em março, Lula fez a primeira visita de um chefe de Estado brasileiro a Israel, retribuindo visita de seu par israelense, Shimon Peres.

 Imprimir
COMENTÁRIOS
 
Edmundo 12/5/2010 2:00:13 PM
Este é o único caminho para a paz e justiça no Oriente Médio. Americanos e Europeus, apoiam uma política fracassada de dois pesos e duas medidas, descaradamente a favor do Estado Judeu. Este exemplo deve ser seguido pela comunidade internacional e mais países devem reconhecer o Estado Palestino com as fronteiras de 1967. Reconhecer o Estado Palestino não é uma medida unilateral, que vai prejudicar as negociações, é sim, uma questão de justiça. Parabéns Brasil

Edmundo 12/16/2010 11:32:46 AM
Oi pessoal do Arabesq. cadê vcs. Ha dias que não mudam estas paginas, com tanta coisa acontecendo no mundo. Espero que sejam temporarios as suas dificuldades, pois é muito importante o mundo conhecer a cultura arabe. è uma questão de sobrevivencia no mundo de hoje, as pessoa saberem conviver com culturas diferentes, por isto este site é muito importante.

E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.