Principal > Política > Notícias
Português العربية
    Wednesday, July 08, 2020
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Um terço dos israelenses acham que árabes não deveriam votar

 Imprimir EFE | 15/10/2010 A | A
Publicidade
Consciencia Jeans

Cerca de 36% dos judeus israelenses pensam que os cidadãos não judeus do país (em sua maioria árabes, que representam 20% da população) não deveriam ter direito a voto, segundo uma pesquisa divulgada hoje pelo jornal Yedioth Ahronoth.

O estudo indica que apenas 3% da população judaica se define como fascista e 10% como "nacionalista", enquanto 80% asseguram se identificar com os valores democráticos.

Apesar disso, 36% estão de acordo em que o direito de voto se restrinja por razões étnicas ou religiosas e que se impeça a quem não seja judeu de ir às urnas.

Entre os ultra-ortodoxos judeus, a percentagem de quem tiraria dos árabes o direito a voto chega a 68%, enquanto entre os israelenses seculares diminui para 25%.

Quanto a outros valores democráticos, mais da metade dos participantes da enquete, 55%, consideram justificado limitar a liberdade de expressão, apesar de esta não colocar em risco a segurança do Estado.

Para 56% dos indagados, o ministro de Exteriores, o ultradireitista Avigdor Lieberman, é culpado pela ascensão do extremismo nacionalista e do fascismo em Israel.

 Imprimir
COMENTÁRIOS
 
Edmundo 10/16/2010 8:00:12 AM
Este é o primeiro passo, depois, é não ter direito a dignidade, a vida, a liberdade. etc. Esta é a Democracia dos Judeus. A eles - Judeus, tudo, o resto - outros povos é resto.

E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.