Principal > Política > Notícias
Português العربية
    Tuesday, August 04, 2020
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Proibição do Niqab na França divide opiniões de estudiosos do Al-Azhar

 Imprimir Arabesq | 16/09/2010 A | A
Publicidade
Consciencia Jeans

A mais recente resolução do Senado francês aprovando a proibição do uso do véu que cobre o rosto em locais públicos dividiu as opiniões no Al-Azhar, um dos principais centros de teologia islâmica no mundo. Enquanto alguns cientistas islâmicos pediram aos residentes em países não islâmicos que respeitem as leis que regem as comunidades onde vivem, outros consideraram o Niqab uma vestimenta islâmica que as mulheres não podem ser forçadas a abandoná-la.

Segundo o artigo publicado no jornal “Oriente Médio” na quinta-feira 16, o xeique Mahmoud Ashour, um membro da Academia Islâmica do Al-Azhar, afirmou que os muçulmanos que vivem na França devem obedecer suas leis, porque o contrário disso pode prejudicar a imagem do Islã.

"A lei que proíbe o uso do Niqab aprovada pelas autoridades francesas, e que estabelece uma punição para quem não obedecê-la, deve ser respeitada pelos muçulmanos que devem seguir as leis que regem aquela sociedade. Especialmente porque o Niqab não é obrigatório no Islã como é o véu.” Afirmou Ashour.

Outro membro da academia, Dr. Abdel Muti Bayoumi, disse à agência France Presse que apoia a decisão da França de proibir o Niqab em lugares públicos. “Nós vemos que o Niqab não se baseia na Sharia (lei islâmica), e não está previsto no Alcorão ou na Sunnah,” acrescentou.

No entanto, o xeique Youssef al-Badri, um membro do Conselho Supremo para Assuntos Islâmicos no Cairo, criticou a proibição dizendo que entra em conflito com as liberdades, especialmente quando a frança é conhecida por ser a nação da liberdade. “Se dizem que a nudez pública é permitida então o uso do Niqab deveria ser também".

"O país das liberdades não deve comprometer a liberdade e a igualdade entre seus cidadãos. Por que criam as restrições para estas mulheres? Têm ocorrido crimes por causa do Niqab? A segurança nacional da França está em risco?".

“Uma mulher que usa o Niqab na França e precisa trabalhar ou sair de casa deve seguir a lei, o assunto exige flexibilidade temporária, mas o Niqab é obrigatório no islã, principalmente neste tempo de ausência da moral e da ética”. Defendeu al-Badei.

O Parlamento francês adotou definitivamente nesta terça-feira, com uma última votação no Senado, um projeto de lei que proíbe o uso do véu islâmico integral nos espaços públicos da França e que entrará em vigor em 2011.

O Senado não realizou modificações na versão aprovada há dois meses pela Assembleia Nacional (câmara baixa). O texto foi adotado por 246 votos a favor (conservadores, centristas, radicais de esquerda e direita e um certo número de socialistas) e um contra.

Apesar de condenar o uso dos véus islâmicos integrais - burca e niqab -, a maioria da oposição de esquerda negou-se a participar da votação, citando riscos de "inconstitucionalidade", tanto na França como na União Europeia, de uma proibição geral, e de "estigmatização" da importante comunidade muçulmana instalada na França, a maior da Europa com em torno de 6 milhões de pessoas.

A iniciativa, lançada inicialmente por um deputado comunista e retomada em 2009 pelo presidente francês, o conservador Nicolas Sarkozy, tinha sido aprovada em julho por ampla maioria na Assembleia Nacional.

O projeto aprovado pelos senadores - sua última etapa legislativa - não menciona explicitamente o véu islâmico integral, mas "proíbe a dissimulação do rosto em espaço público", ou seja, a administração pública, mas também em lojas, cinemas, restaurantes e mercados.

Quem não cumprir a lei receberá uma multa de 150 euros (em torno de US$ 190). Os maridos que obrigarem suas mulheres a usar o véu poderão ser condenados a um ano de prisão e a 30.000 euros (cerca de US$ 40 mil) de multa.

A lei entrará em vigor em março de 2011, depois de um período "pedagógico" de seis meses. A burca e o niqab são dois tipos de véu islâmico integral que cobrem as mulheres da cabeça aos pés e têm uma abertura na altura dos olhos ou uma rede para permitir a visão.

Com Jornal Oriente Médio e AFP

 Imprimir
COMENTÁRIOS
 
gustavo 4/27/2011 11:51:11 AM
issso eu acho que e uma bobeira as mulheres usar este veu façam igual aki no brasil andem soutas sem regras ak que e bom si voces quiserem viver melhor vem para o brasil

E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.