Principal > Política > Notícias
Português العربية
    Wednesday, July 08, 2020
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Ativistas formam grupo em defesa dos muçulmanos em Nova Iorque

 Imprimir Arabesq | 26/08/2010 A | A
Publicidade
Consciencia Jeans

Foi anunciada na quarta-feira a criação de uma coligação em apoio à construção de um centro islâmico perto do local do World Trade Center em Nova York sob o nome "Moradores de Nova Iorque em defesa dos valores americanos", com o apoio de 40 associações civis e religiosas.

Defensores e oponentes da proposta de construir um centro cultural muçulmano e uma mesquita perto do local do World Trade Center geraram manifestações rivais no centro de Manhattan neste domingo, mantidas separadas pela polícia e por barricadas.

O debate carregado de emoção, que ganhou importância política nacional nos Estados Unidos, centra-se nos planos de construir o centro a dois quarteirões do local dos ataques de 11 de setembro de 2001 pela Al Qaeda, que mataram quase 3 mil pessoas.

Os republicanos que se opõem ao projeto estão utilizando-o para atacar o presidente Barack Obama antes das eleições parlamentares de novembro, em que o Partido Democrata buscará manter o controle do Congresso.

Os oponentes do centro, que incluiria um espaço para orações, dizem que a localização proposta é insensível e temem que a ação fomente o extremismo religioso. Aqueles que apoiam o plano citam o direito constitucional de liberdade religiosa e a necessidade de promover a tolerância e a compreensão.

O grupo "Moradores de Nova Iorque em defesa dos valores americanos", formado por judeus, cristãos e muçulmanos afirma que os oponentes ao projeto transitem medo e divisão ferindo as liberdades garantidas pela constituição dos Estados Unidos.

Obama e o prefeito da cidade de Nova York, Michael Bloomberg, disseram apoiar o direito de muçulmanos construírem o centro perto do Ground Zero, enquanto os republicanos, incluindo a ex-candidata a vice-presidente Sarah Palin, se opõem ao centro.

Pesquisas apontam que 68% da sociedade americana se opõem à construção do centro, número que preocupa ativistas dos direitos humanos pois indica alto nível de preconceito e discriminação à comunidade muçulmana nos EUA.

Vivem em Nova York cerca de 800 mil muçulmanos, que representam 10% da população e há cerca de 100 mesquitas espalhados pela cidade.

Com Reuters

 Imprimir
No momento não temos comentário, entre com o primeiro comentário aqui...
E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Manifestante carrega placa com os dizeres: Defendam os muçulmanos parem o odeio. Manifestante carrega placa com os dizeres: Defendam os muçulmanos parem o odeio.
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.