Principal > Política > Notícias
Português العربية
    Wednesday, November 25, 2020
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Potencias fazem oposição à discussão do relatório Goldstone

 Imprimir Arabesq | 22/10/2009 A | A
Publicidade
Consciência Jeans

O juiz internacional Richard Goldstone, que comandou a elaboração do relatório que acusa Israel de crimes de guerra na sua ofensiva contra a Faixa de Gaza, disse que os Estados Unidos, Rússia e China se opuseram à discussão do seu relatório no Conselho de Segurança da ONU, uma preparação necessária para o envio do mesmo ao Tribunal Penal Internacional (TPI).

Segundo Goldstone, a Assembléia Geral das Nações Unidas ainda pode considerar o relatório e solicitar ao Conselho de Segurança para lidar com as suas recomendações. Mas caso fracasse o desenvolvimento do relatório na ONU, cada nação terá o direito de seguir com as acusações em tribunais nacionais baseada nos direitos humanos internacionais.

Aprovação

As declarações de Goldstone feitas em uma entrevista a al-jazeera vieram poucos dias após a aprovação do relatório no Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, por 25 membros, entre eles o Brasil, do total de 47.

O relatório faz criticas ao Hamas e acusa Israel de crimes de guerra e possivelmente contra a humanidade e recomenda que o Conselho de Segurança envie o caso para o TPI caso Israel e o Hamas não investiguem seriamente as acusações.

A ofensiva israelense contra a Faixa de Gaza iniciada ao final de 2008 e início desse ano, matou mais de 1400 palestinos, em sua maioria inocentes e destruiu boa parte da infra-instrutora da região palestina.

Repercussões Na França

Organizações de direitos humanos francesas pediram que o seu país acate as recomendações do relatório Goldstone. E reforçaram que é necessário o fim da proteção européia da qual goza Israel desde a sua criação em 1948 para restabelecer a “ordem legal e moral internacional... colocando um fim às violações dos direitos humanos praticadas pelo exército israelense em territórios palestinos ocupados”.

O “Movimento contra o preconceito e pela amizade dos povos” defendeu que o apoio ao relatório das nações unidas é “algo positivo, mas insuficiente”, e criticou a abstenção da frança na votação do mesmo.

Com al-Jazeera

 Imprimir
COMENTÁRIOS
 
Edmundo 10/23/2009 11:34:15 AM
Isto so vem mostrar a farsa dos Paises que se dizem civilizados do Ocidente. Se for barrado no Conselho de Segurança da ONU, estes Paises, estão mandando uma mensagem clara aos Judeus. Podem matar a vontade os palestinos, não tem a minima importancia. Isto é uma vergonha.

E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Richard Goldstone Richard Goldstone
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.