Principal > Política > Notícias
Português العربية
    Thursday, October 17, 2019
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Israel liberta adolescente palestina após acordo com Hamas

 Imprimir Arabesq | 01/10/2009 A | A
Publicidade
Consciência Jeans

Israel pôs em liberdade a primeira presa palestina das vinte que serão liberadas em troca da entrega pelo Hamas de um vídeo do soldado israelense Gilad Shalit, capturado há três anos por milícias palestinas.

Barah Maliki, 15 anos, foi condenada a 11 meses de prisão por tentativa de homicídio e por carregar uma faca com intenção de atacar. Maliki, que cumpriria a pena este mês, foi libertada ontem à noite.

O período de prisão de Maliki, residente do campo de refugiados de Jalazone, próximo da cidade cisjordaniana de Ramala, finalizava no próximo mês de novembro.

Barah expressou sua felicidade pela liberdade e por reencontrar seus pais em sua casa em Ramalah. Mas disse que seu nome não devia estar entre as libertadas por esta negociação, já que a sua pena terminava em poucos dias.

Hamas e as autoridades israelenses anunciaram ontem a troca do vídeo de Shalit pelas presas, que em sua maioria cumprem pena até 2010 e 2011 por tentativa de homicídio e pertencem a diversas facções palestinas.

Shalit foi capturado quando fazia guarda junto à fronteira com Gaza por milicianos das Brigadas Ezedin al-Qassam, e de outros dois grupos armados palestinos: os Comitês Populares de Resistência e o Exército do Islã.

A sua captura seguiu a ofensiva militar israelense "Chuvas de verão" em Gaza, na qual morreram 165 palestinos, e a imposição de um severo bloqueio à Faixa de Gaza que Israel se nega a levantar contrariando apelos da comunidade internacional.

Com ajuda da mediação egípcia e, nos últimos meses, alemã, Hamas e Israel negociam a troca do soldado por presos palestinos, mas por enquanto Israel se nega à exigência dos islamistas de deixar em liberdade a centenas de prisioneiros.

Há aproximadamente 10.000 prisioneiros palestinos em Israel entre eles idosos, mulheres e crianças, muitos dos quais estão presos sem condenação ou acusação.

Com al-arabiya e EFE

 Imprimir
No momento não temos comentário, entre com o primeiro comentário aqui...
E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.