17 palestinos ficam feridos durante invasão israelense à mesquita Al-Aqsa

Receita de 17 palestinos ficam feridos durante invasão israelense à mesquita Al-Aqsa

A | A
17 palestinos ficaram feridos em confronto ao resistirem a uma tentativa de invasão por um grupo de judeus radicais à mesquita Al-Aqsa em Jerusalém.

17 palestinos ficaram feridos em confronto ao resistirem a uma tentativa de invasão por um grupo de judeus radicais à mesquita Al-Aqsa em Jerusalém, protegidos pela polícia israelense, horas antes do começo do dia mais sagrado do judaísmo, o Yom Kippur.

Fontes policiais informaram que nove agentes e 17 manifestantes ficaram feridos nos confrontos que explodiram no começo da manhã no recinto da Esplanada das Mesquitas, conhecido pelos judeus como o Monte do Templo.

Os feridos - a maioria atingidos por pedradas e pelo efeito de gás lacrimogêneo - foram transferidos para centros médicos em Jerusalém, enquanto a cidade antiga era isolada pela polícia.

Cinco manifestantes palestinos que participaram da manifestação contra a invasão foram detidos polícia israelense.

A mesquita Al-Aqsa é um dos sítios mais sagrados no islamismo. Alguns grupos radicais judeus e políticos israelenses têm tentado invadir o local e defendido a destruição do mesmo, com isso toda tentativa israelense de adentrar a mesquita é considerada uma provocação e uma ameaça pelos muçulmanos.

Com al Jazeera