Principal > Política > Notícias
Português العربية
    Wednesday, July 08, 2020
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Revelado plano Obama para a solução do conflito palestino-israelense

 Imprimir Arabesq | 07/09/2009 A | A
Publicidade
Consciencia Jeans

O presidente dos Estados Unidos Barack Obama tem um plano para a solução do conflito histórico palestino-israelense, de acordo com informações reveladas pelo parlamentar no Conselho Legislativo Palestino, Hassan Khreisheh.

O novo plano estaria sendo discutido atualmente com líderes árabes da região do conflito, para ser posteriormente oficializado até o final de setembro em uma conferência especial a ser realizada em Sharm El-Sheikh, com a presença do presidente norte-americano.

Segundo Hassan, as informações teriam vazado da Casa Branca para algumas lideranças de Israel, da Autoridade Palestina, do Egito e da Jordânia e carregam detalhes sobre a proposta do presidente Obama para a paz, que ignora, segundo o parlamentar palestino, a principal questão da causa palestina que é o retorno dos refugiados.

O novo plano incluiria 10 medidas:

1-  Colocar tropas internacionais no vale do Jordão, e algumas áreas da Cisjordânia.

2 – Manter algumas regiões da Jerusalém oriental sob autoridade israelense, e deixar as regiões muçulmanas sob controle árabe.

3 – Dissolver todas as facções palestinas e transformá-las em movimentos políticos.

4 - Manter os grandes assentamentos judaicos construídos na Cisjordânia sob a autoridade de Israel, e realizar negociações no prazo de três meses para decidir o destino dos assentamentos menores.

5 - O desarmamento de diversas áreas da Cisjordânia, e Israel manteria o controle aéreo.

6 - Melhorar a coordenação e a cooperação de segurança entre israelenses e palestinos.
 
7 - Não será permitido à Autoridade Palestina realizar quaisquer alianças militares com qualquer dos países da região.

8 - Os Estados Unidos se comprometem a reconhecer o estado palestino até o inverno de 2010.

9 - Permitir o retorno de um número limitado de refugiados palestinos para áreas específicas na Cisjordânia, especialmente nas cidades de Ramallah e Nablus, garantindo o apoio financeiro necessário para o retorno dos mesmos.

10 - Israel começa a libertar prisioneiros palestinos imediatamente após a assinatura do plano, e deve concluir todas as libertações em um período de 3 anos.

com al-jazeera

 Imprimir
COMENTÁRIOS
 
Edmundo 9/7/2009 12:35:33 PM
Este plano do jeito que esta, só vai gerar mais injustiça em um lugar que esta quase um inferno para os seus habitantes. O Estado Judeu, devera retornar as fronteirasde 1967. Isto é que tem que valer. Os Judeus devem ter limites, pois estão acostumados a cometer as maiores barbaries e são protegidos pelas maiores democracias deste planeta. È uma vergonha

E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.