Principal > Política > Notícias
Português العربية
    Sunday, September 20, 2020
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Netanyahu não reconhece dois estados e exige data limite para o Irã

 Imprimir Arabesq | 18/05/2009 A | A
Publicidade
Consciencia Jeans

O premiê israelense, Benjamin Netanyahu, declarou nesta segunda-feira que é de seu interesse retomar os diálogos de paz com os palestinos "imediatamente", mas não reconheceu apoio à solução dos dois estados.

A declaração foi feita na Casa Branca, onde Netanyahu participou de entrevista coletiva com o presidente norte-americano, Barack Obama, depois do encontro privado entre os dois líderes.

"Buscamos segurança, prosperidade e, acima de tudo, paz", afirmou o premiê israelense, reiterando, contudo, que para isso os palestinos devem reconhecer Israel como um Estado judeu.

Os líderes começaram a reunião por volta das 11h30 (Brasília) e espera-se que conversem por uma hora a sós. Em seguida, assessores se juntaram a Obama e Netanyahu.

Em conversa com o premiê israelense Barack Obama, confirmou o apoio de Washington à solução de dois Estados (israelense e palestino).

"Acredito nisto no interesse não apenas dos palestinos, mas também dos israelenses e dos Estados Unidos, assim como da comunidade internacional" afirmou o Presidente Americano.

A reunião entre Obama e Netanyahu faz parte de uma série de encontros que o presidente americano deve ter com líderes do Oriente Médio.

Irã
Questionado sobre o Irã, que Israel acusa de buscar tecnologia nuclear com fins militares, o presidente dos Estados Unidos defendeu o direito iraniano a "reconhecimento internacional", mas adiantou que as conversas não devem ficar só em palavras.

"Não quero uma situação em que o diálogo seja uma desculpa para inação", disse Obama, acrescentando que os diálogos sobre a questão nuclear deverão ser retomados após as eleições iranianas.

De sua parte, o Irã havia declarado que a visita de Netanyahu à Casa Branca não é mais do que uma tentativa de projetar a outros países os problemas internos de Israel e seu conflito com os árabes.

"Por isso é muito importante que as autoridades norte-americanas prestem atenção aos problemas de seu país e estejam atentas para que o regime sionista não os envolva em seus problemas", declarou o chanceler do Irã, Hasan Qashghavi, segundo a imprensa iraniana.

Qashghavi também disse que considera "realista" a aproximação entre EUA e Irã. "Acreditamos que deve ser dada a Obama a oportunidade para mudar", acrescentou, em referência à ruptura diplomática entre os dois países que já dura quase 30 anos.

Segundo fontes israelenses, Netanyahu deve pedir do Obama que defina uma data limite para as negociações do fim do programa nuclear iraniano, e que adie a questão do Estado Palestino. O ex-embaixador israelense nos EUA, Zaman Shofal, ainda garante que Israel considerará todas as opções, especialmente a militar, caso o Irã não interrompa seu programa nuclear até essa data limite.

Com al-Jazeera e agências internacionais

 Imprimir
COMENTÁRIOS
 
Marcos Schérr 5/19/2009 9:22:10 AM
Sabe quando Israel vai tacar o Irã? Nunca. O Irã não vai responder com pedras como fazem os palestinos que não tem um exército regular, nem um aparato militar. O Irã vai responder com mísseis e bombas. Daí, eles saberão o quanto é perigoso brincar com fogo. Como sempre, continuam a fazer chantagem com os Estados Unidos. Só que, desta vez eles vão enterrar o "focinho" na lama, pois agora, os EUA, estão preocupados é em safar o "couro" no Iraque e no Afeganistão. Agora, Israel, "é tempo de murici, cada um cuida de si". Deixem de ser arrogantes e prepotentes e saiam das terras palestinas que voces roubaram e continuam a roubar todos os dias. Free Palestine. Palestina Livre.

E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.