Principal > Política > Notícias
Português العربية
    Sunday, September 20, 2020
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


ONU pede o fim das demolições israelenses de casas palestinas em Jerusalém

 Imprimir Arabesq | 02/05/2009 A | A
Publicidade
Consciencia Jeans

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os direitos humanos pediu de Israel o imediato fim das expulsões de palestinos e das demolições de casas palestinas em Jerusalém Oriental, desabrigando milhares de árabes.

Um relatório do Escritório das Nações Unidas para Assuntos Humanitários revelou a emissão israelense de cerca de 1500 ordens de demolição de casas palestinas, alegando que tinham sido construídas sem autorização em Jerusalém Oriental, podendo desabrigar mais nove mil pessoas.

O relatório é mais um sinal da crescente preocupação mundial quanto à política de assentamentos praticada por Israel em Jerusalém Oriental ocupada, desde 1967.

Criticas contra a política de demolições e de expansão dos assentamentos israelenses ilegais foram feitas também pela Secretária de Estado Americano, Hillary Clinton, durante visita a Jerusalém em março; e pelo enviado especial americano ao oriente médio, Robert Seri, que pediu o fim dessas práticas.

O relatório das Nações Unidas denuncia as exigências repressivas israelenses que dificultam para os palestinos a aquisição de licenças para construir suas casas legalmente.

Segundo o relatório, Israel teria confiscado mais de um terço da Jerusalém Oriental desde 1967 e construído assentamentos ilegais para mais de 195 mil judeus israelenses no território árabe ocupado. Aos palestinos só restaram 13% da região para a construção de novas residências. Desde 1967 Israel demoliu mais de 2000 casas palestinas no local, 670 delas desde o ano 2000.

Com agências internacionais

 Imprimir
No momento não temos comentário, entre com o primeiro comentário aqui...
E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.