Principal > Política > Notícias
Português العربية
    Thursday, April 22, 2021
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Síria, Egito e Kuwait participam da cúpula de reconciliação na A.Saudita

 Imprimir Arabesq | 11/03/2009 A | A
Publicidade
Consciencia Jeans

Os presidentes Hosni Mubarak, do Egito, e Bashar AL-Assad, da Síria foram recebidos em Riad, nessa quarta-feira, pelo Rei saudita Abdullah bin Abdulaziz, para participar da cúpula árabe menor de reconciliação entre os três países mais o Kuwait.

A reunião abordou “uma série de tópicos relativos à região árabe, e pretende limpar a atmosfera com a reconciliação e unificação da frente árabe”, segundo informações da TV estatal saudita.

esta é a primeira visita do presidente da Síria à Arábia Saudita desde a cúpula árabe que ocorreu no país em 2007.

As tensões, que envolveram a Síria de um lado e a Arábia Saudita e o Egito do outro, começaram em 2005 quando ocorreu o assassinato do ex-primeiro-ministro do Líbano Rafik Hariri, e exacerbaram no início de 2009 com as grandes diferenças nas posições sobre a incursão israelense na Faixa de Gaza o que incluiu o Catar como parte ao lado da Síria, e o Kuwait ao lado da Arábia e do Egito.

Apesar dos esforços para a reconciliação uma nova polêmica surge na nova reunião com informações sobre o boicote da participação do Catar na cúpula atendendo a pressões do Egito.

Analistas apontam para a estratégia americana da administração Bush como a principal responsável pelo surgimento das diferenças entre a Arábia Saudita e o Egito de um lado, os principais aliados americanos árabes da região, e a Síria do outro.

Os EUA pretendiam isolar o governo al-assad da Síria, afastá-lo do Irã e permitir apoio aos oposicionistas sírios com intuito de gerar instabilidade interna que resulte na queda do governo e o surgimento do então preconizado “novo oriente médio”. O principal interesse saudita em apoiar a estratégia americana é o de combater o que considera ser a expansão da influencia xiita iraniana nos países árabes, representada principalmente pela aliança estratégica entre a Síria e o Irã.

A mudança do comportamento da Arábia Saudita é explicado pela mudança da política a ser implementada pela atual administração americana que considera a Síria um dos principais parceiros para alcançar estabilidade na região e ajudar na solução da questão nuclear iraniana, considerada pelos EUA e Israel como a maior ameaça a curto e médio prazo na região.

 Imprimir
COMENTÁRIOS
 
Edmundo 3/12/2009 11:08:54 AM
È uma vergonha, a desunião dos Países arabes, não é a toa que sempre apanham do Estado Judeu, mas o que é incrivel que nunca aprendem, o que adiantou o apoio da Arabia Saudita ao Governo Bush? nada, não é para os Países Arabes se unirem e enfrentar o Estado Judeu, mas, ter um pouco de vergonha na cara, não faz mal a ninguém. Acorda Povo Arabe, so com a sua união que vcs serão considerados como gente pelo ocidente, porque este so querem o seu petroléo.

E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.