Principal > Política > Notícias
Português العربية
    Wednesday, July 08, 2020
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


POR GAZA: Uma luz da justiça brasileira!

 Imprimir | 26/02/2009 A | A
Publicidade
Consciencia Jeans

"...A ré, que detém  a titularidade do site Orkut, afirma que neste caso o seu serviço se limita à hospedagem de páginas pessoais de usuários, o que significa que ela não tem controle sobre o seu conteúdo. Por consequência, ela imputa ao usuário a responsabilidade pelos crimes cometidos através da internet e pelos danos que causam a terceiros. Entretanto, pelo doc.02 da contestação, ou seja, pelo termo de uso que vincula a ré ao referido usuário, pode-se verificar na cláusula 8.3, que a ré tem condições de pré-selecionar e filtrar o conteúdo de qualquer serviço, tanto é que a ela se reserva no direito de fazê-lo quando entende cabível. Isto significa que a ré pode sim confirmar o conteúdo das informações que hospeda antes de divulgá-lo pela internet. Por esta razão, se ela tem meios para fazê-lo, não pode alegar que não o fez no presente caso, pois precisava de tempo para tanto. O trabalho da ré neste sentido deve ser preventivo e não posterior à divulgação como ela entende. A veiculação da imagem ou nome na internet atinge número ilimitado de pessoas. Por esta razão, a ré não pode aguardar a propagação destas informações, sem ter certeza de que elas não causarão danos a alguém. A honra e a imagem valem mais do que o patrimônio, o que significa que os lucros da empresa não podem estar sempre à frente dos valores do homem..."
 
Juíza Drª CLAUDIA THOMÉ TONI

Dedico esta digna sentença julgada procedente por danos morais pela publicação de perfil falso com meu nome no Orkut pela Juíza Drª CLAUDIA THOMÉ TONI contra o provedor GOOGLE, proprietário do site ORKUT, a todas mulheres de origem árabe, especialmente as mulheres palestinas.

O perfil retirado do ar por intimação judicial depõe contra a minha imagem como pessoa, contra meu trabalho como liderança, contra a minha moral e ética como pregadora de comportamento e posturas, contra a causa que defendo como mulher palestina, contra o processo de paz entre israelenses e palestinos como ativista, contra o diálogo interreligioso como pessoa de boa fé, de tolerância e ecumênica.

O perfil falso era uma caricatura ofensiva e extremamente perigosa da imagem da mulher árabe, especialmente, as mulheres muçulmanas e, indiscutivelmente induzia o leitor a crer no tão propalado estereótipos de que todos nós, os árabes, somos "terroristas".

Não restam dúvidas de que o criminoso produziu este perfil para atacar diretamente a causa palestina desafiando a nossa numerosa comunidade árabe. Quantos outros perfis, comentários anônimos em blogs e sites, ou mesmo sites e páginas com essas características existem na internet? Quantos?

Aproveito para agradecer a participação na qualidade de testemunha da Drª CLAUDE FAHD HAJJAR, diretora da Fearab-América (Federação de Entidades Americano Árabes) , esclarecendo sobre questões de ordem cultural e religiosa do comportamento da mulher árabe e relatando as repercussões negativas deste caso.

Agradeço também a ilustre presença para testemunhar do Dr. EDUARDO FELICIO ELIAS, sempre amparando e defendendo a imagem do povo árabe como Presidente da Fearab-São Paulo (Federação das Entidades Árabe Brasileiras do Estado de São Paulo) e pela brilhante defesa do Dr. ALESSANDRO FUENTES VENTURINI.

Essa, sem dúvida alguma, é uma vitória de toda comunidade árabe nacional e internacional, mas sobretuto um alerta de que não ficaremos calados diante das injustiças e nem seremos omissos com ataques sistemáticos que estamos sofrendo, todos nós árabes, pela internet.

Portanto reafirmamos que resistiremos e reagiremos a estas agressões sejam de quem for e de onde vierem!

Allahmdulilah!
(Graças a Deus!)

 Imprimir
Amyra El Khalili
É economista professora de pós graduação com a disciplina "Economia Sócioambiental", presidente do Projeto BECE (Bolsa Brasileira de Commodities Ambientais). É também fundadora da Aliança RECOs - Redes de Cooperação Comunitária Sem Fronteiras

COMENTÁRIOS
 
Cid Curi 2/27/2009 8:54:45 PM
Parabens por esta oportuna e tempestiva vitória, fruto de suas diligentes providências. Congratulo também todos os árabes, todas as mulheres árabes e todos os países árabes que, neste momento, a Sra. forçosamente representa. A sua reação foi apropriada e elegante, a sua vitória, linda. Todo este lamentável episódio teve, no que ficou escrito, um fecho exemplar, que muito me sensibilisou. Refiro-me ao final da sentença onde a ilustre Juiza Dra.Claudia diz: "... os lucros não podem estar à frente dos valores do homem" Grato por tudo Dra. Amyra. Mabruk!! (parabens!) Abraços de Cid Curi (engenheiro e prof. universitário)

Cid Curi 2/28/2009 10:01:01 AM
Ao Portal Arabesq Solicito o obséquio de corrigir a uma palavra no comentário que enviei ontem. São duas teclas adjacentes e devo ter escorrido o dedo e esbarrado na tecla errada: Digitei: "...exemplar, que muito me sensibilisou." A palavra correta é: sensibilizou Grato pela atenção. Cordialmente, Cid Curi

Portal Arabesq 2/28/2009 9:32:30 PM
Prezado Cid Curi, pedimos desculpas pela nossa incapacidade de modificar o conteúdo do seu comentário. Pois respeitamos um mecanismo que garante a fidelidade das opiniões divulgadas no Portal Arabesq com as de seus autores.
Agradecemos a sua importante participação.
Equipe Arabesq

E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq
Veja Também

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.