Principal > Economia > Notícias
Português العربية
publicidade
    Monday, September 23, 2019
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


Tempos difíceis no Mundo Árabe

 Imprimir Arabesq | 02/08/2011 A | A
Publicidade
Consciência Jeans

Cairo: Da Síria à Líbia e o Egito, os levantes e instabilidade ocorrendo no mundo árabe lançaram uma nuvem cinza sobre o início de Ramadã, quando o foco tradicional da caridade provavelmente será ofuscado por mais agitação.

Altos preços

Parte das dificuldades econômicas que catalisaram a queda dos líderes do Egito e da Tunísia foi a inflação exacerbada dos alimentos que ainda estão subindo. Os manifestantes têm demonstrado pouca paciência para gestos conciliatórios pelos governos após décadas de promessas vazias.

Não há ainda sinais de que as forças de oposição irão aliviar os protestos por causas acumuladas há décadas mesmo com o início de Ramadan essa semana ( o mês sagrado dos muçulmanos), o  que promete um mês tenso de repercussões econômicas variáveis e imprevisíveis.

Para a maioria dos comerciantes árabes o mês de Ramadan seguido por um feriado de 4 dias é, normalmente, o mais promissor para as vendas, equivalendo-se às festividades do fim de ano no ocidente. O turismo e o consumo crescem muito alavancados pelo período espiritual, a caridade e as tradições familiares, mas com a continuação da instabilidade política em alguns países o mês pode significar a falência para muitos no mercado e pode agravar ainda mais a crise e expor a face da pobreza que era absorvida através da caridade.

Já em outras nações árabes e islâmicas, como as do golfo árabe, o Ramadan caminha na direção contraria, levando a uma inflação exacerbada pelo aumento da demanda, que os governos tem dificuldade de controlar.

Portanto Ramadan coincide este ano com o verão escaldante das ruas árabes, quando os ânimos já acalorados podem explodir com o aumento dos preços tanto pelo excesso de demanda quanto a escassez da oferta, e a diminuição da caridade, e seus resultados provavelmente caminham em direção de mais instabilidade e agitações populares.

Com GN

 Imprimir

No momento não temos comentário, entre com o primeiro comentário aqui...
E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq

Países Árabes