Presidente dos EAU garante forte apóio ao Emir de Dubai

Receita de Presidente dos EAU garante forte apóio ao Emir de Dubai

A | A
O Presidente EAU disse que a economia do país está bem, e garantiu forte apoio ao governador de Dubai que descreveu de “má compreensão internacional” a reação frente à reestruturação de empresas do Emirado.

O Presidente dos Emirados Árabes Unidos, disse, na terça-feira, que a economia do país está bem, e garantiu forte apoio ao governador de Dubai que descreveu de “má compreensão internacional” a reação frente à reestruturação de empresas do Emirado.
 
A agência de notícias dos Emirados citou o presidente do país, xeque Khalifa bin Zayed Al Nahyan, garantindo forte apoio ao governo de Dubai em discurso na comemoração do dia nacional dos EAU.
 
Al-Nahyan ressaltou que seu país foi capaz de superar a fase mais difícil da crise financeira. "As transformações experimentadas pela economia dos EAU caminham de acordo com as diretrizes e normas para estabelecer um novo modelo econômico com filosofia baseada na realidade de uma sociedade capaz da transição para indústria e tecnologia com produtos de alto valor agregado ao lado da consciência ambiental”, afirmou.
 
O presidente do Banco Central dos EAU, Sultan bin Nasser Al Suwaidi, havia afirmado na segunda-feira que o sistema bancário dos EAU tem capacidade para lidar com qualquer crise financeira, oferecendo facilidades aos bancos para empréstimos e aquisição de dólares.
 
O conglomerado público em dificuldade Dubai World anunciou nesta segunda-feira uma próxima reestruturação de algumas de suas companhias, entre elas o gigante imobiliário Nakheel, com a possibilidade de incluir a venda de patrimônio.

"Depois de rever em detalhe a estrutura de liquidez e capital do grupo, Dubai World chegou à conclusão de que deve, imediatamente, levar em conta alternativas em relação às obrigações da dívida de algumas entidades do grupo", explicou o conglomerado em comunicado.

"O processo de reestruturação proposto só afetaria a Dubai World e algumas filiais suas, entre elas Nakhell World e Limitless World", acrescenta a nota.

O plano cobriria US$ 26 bilhões dos débitos da Dubai World, que chegam a R$ 59 bilhões.

A autoridade monetária dos Emirados Árabes Unidos anunciou no domingo que vai garantir a liquidez dos bancos daquele país do Oriente Médio. Dubai é um dos sete emirados.

Também nesta segunda-feira, a agência de classificação de risco Moody''s afirmou que a inadimplência do Dubai World não deverá afetar a classificação de risco de Abu Dhabi, outro dos sete emirados e, ao lado de Dubai, um dos mais abertos ao mercado financeiro internacional.

Com reuters e al-jazeera