Principal > Cristianismo > Práticas
Português العربية
publicidade
    domingo, 20 de agosto de 2017
ArabesQ
Newsletter

Receba as nossas notícias por e-mail


A Liturgia

 Imprimir Dimitrios Attarian | 21/07/2008 A | A
Publicidade
Consciencia Jeans

A Palavra Igreja (Ekklesia), significa literalmente uma assembléia de pessoas chamadas a reunir-se para fazer alguma obra em comum, e quando os membros da Igreja se reúnem como Povo de Deus para orar, esta assembléia se chama “liturgia da Igreja”, pois a palavra liturgia significa em si, “obra ou ação comum de um grupo particular de pessoas para o bem de todos”. Então a Divina Liturgia da Igreja significa a obra comum de Deus feita por seu Povo.

A Liturgia do povo do Antigo Testamento era o culto oficial no Templo de Jerusalém segundo a Lei de Moisés, como também as festas e jejuns anuais e as orações e serviços particulares efetuados pelos israelitas em suas casas ou nas sinagogas (casas de reunião e oração, não são Templos, posto que segundo a Lei judaica havia somente um Templo, em Jerusalém, onde se levava a cabo o culto pelos sacerdotes). Os israelitas se reunião nas sinagogas para a oração, estudo das Escrituras, pregação e explicação da Palavra de Deus.

Na Igreja do Novo Testamento a Liturgia se centra na pessoa do Cristo e é principalmente uma “cristianização” da vida litúrgica do Antigo Testamento numa perspectiva litúrgica nova e eterna. Por isso, as Escrituras, os Salmos e as orações do Antigo Testamento se lêem e se cantam à luz de Cristo. O sacrifício do Corpo e do Sangue de Jesus Cristo substitui os sacrifícios da antiga aliança no Templo, e o dia do Senhor, o domingo substitui o sábado judaico.

As festas judaicas também recebem um novo significado na Igreja; a festa central da Páscoa, por exemplo, é agora a celebração da Morte e Ressurreição de Cristo; e na festa de Pentecostes se celebra a vinda do Espírito Santo. O ano litúrgico Cristão também se forma segundo o protótipo do Antigo Testamento.

Seguindo a liturgia do Antigo Testamento, a Igreja desenvolveu sua própria vida sacramental com o batismo em nome da Santíssima Trindade, a crisma, a eucaristia, o matrimônio, a confissão, a unção dos enfermos e o ministério sacerdotal, tomando formas e significados especificamente cristãos. Ademais, uma grande riqueza de orações, hinos e bênçãos propriamente cristãs se desenvolveram junto com as festas e celebrações que comemoram acontecimentos e santos do Novo Testamento.

A experiência viva da vida litúrgica e sacramental cristã é uma fonte de doutrina. Na liturgia da Igreja, a Bíblia e a Santa Tradição se vivificam e formam parte da experiência viva do povo cristão, assim, mediante a oração e o culto sacramental, os homens são “ensinados por Deus”, como foi predito para a época messiânica (Jo. 6,45).

Além da experiência viva da liturgia, os textos dos Ofícios litúrgicos e dos Sacramentos nos oferecem uma fonte escrita de doutrina, pois a pessoa que deseja uma compreensão dos ensinamentos cristãos poderá estudá-las e contemplá-las neles. Segundo a Igreja Ortodoxa, os textos litúrgicos e sacramentais (hinos, bênçãos, orações, símbolos e ritos) não contêm erros formais nem deformações de Fé, podendo-se confiar absolutamente no fato de que revelam a verdadeira doutrina da Igreja Ortodoxa.

É possível que algo da informação histórica contida nas festas da Igreja não seja exata, ou que seja meramente simbólica, mas não há nenhuma dúvida na Igreja de que seu significado doutrinal e espiritual seja verdadeiro e autentico outorgando uma experiência e um conhecimento real de Deus.

 Imprimir
Monsenhor Dimitrios Attarian
Vigário da Catedral Ortodoxa Antioquina de São Paulo e secretário do Arcebispado. Ministra varios cursos de Ecumenismo e é professor de história e doutrina ortodoxa no Seminário da Congregação dos Legionários de Cristo em Itapecirica da Serra.
monsenhor@arabesq.com.br

No momento não temos comentário, entre com o primeiro comentário aqui...
E você, o que acha disso?
*Título
*E-mail
*Nome
*Comentário
*País
Enviar
* Todos os campos são necessários, o email não será exibido junto ao comentário. Não serão aprovados comentários com conteúdo indecente, racista, desrespeitoso e que não seja relacionado ao assunto comentado.
ArabesQ não se responsabiliza pelo conteudo dos comentários.
Rádio Arabesq
Relacionados
Ads By Google

+ Populares

Copyright © 2009 ArabesQ, todos os direitos reservados.